" História, o melhor alimento para quem tem fome de conhecimento" PPDias

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Encontro Nacional de Pesquisadores do Ensino de História


O Encontro Nacional de Pesquisadores do Ensino de História ENPEH configura-se como uma reunião científica que objetiva tanto estabelecer e solidificar a pesquisa em Ensino da História nas pós-graduações em Educação e em História no Brasil, como fortalecer e ampliar nacional e internacionalmente o espaço de interlocução entre os pesquisadores dessa área.
O X ENPEH elegeu como temática do evento o âmbito de “Políticas e Práticas do Ensino de História”. O objetivo principal desta edição é manter e fomentar a pesquisa na articulação com as políticas e práticas do Ensino de História no Brasil. Destina-se a pesquisadores, professores, alunos de pós-graduação e estudantes que possuem o tema como seu objeto de pesquisa.
Local: Universidade Federal de Sergipe - são Cristovão/SE

sábado, 25 de maio de 2013

Entrevista com o escritor carangolense Paulo Mercadante (1923-2013)



PAULO MERCADANTE

1. Nascido em Carangola, Minas Gerais, em 23-06-1923, filho de Xenofonte Mercadante e de Adélia de Freitas Mercadante, nascida Garcia de Freitas. De família de humanistas e músicos da Itália meridional, (da qual fez parte o compositor Savério Mercadante), o primeiro, nascido em Campos, RJ, era advogado, tendo integrado em 1946, a bancada do Partido Social Democrático na Constituinte mineira; a segunda, natural de Leopoldina, MG, era filha de imigrante português.

2. Cursou Paulo Mercadante humanidades na cidade natal, fundando, em 1937, com colegas do Ginásio, um jornal semanal - O Ariel. Também foi membro do grupo engajado à esquerda, então na ilegalidade em razão do movimento insurrecional de 1935. Após o serviço militar, transferiu-se para o Rio de Janeiro, onde, feitos os preparatórios, prestou exame vestibular à Faculdade de Direito do Rio de Janeiro. Foi, de 1945 a 1946, Presidente do Centro Acadêmico Luís Carpenter, delegado junto ao Congresso da UNE, participando ativamente dos movimentos universitários pela anistia, convocação de Constituinte e pela abertura democrática.

3. Admitido no Ministério da Aeronáutica, por concurso, como tradutor de inglês e alemão, foi incorporado, após convocação do Exército, aos serviços de guerra, permanecendo na base aérea do Galeão, como intérprete e tradutor, onde também desempenhou na Fábrica de Aviões atividades técnicas ligadas à conversão de tecnologia de aviação alemã à norte-americana. Seria mais tarde condecorado pelo Ministério da Aeronáutica por destacados serviços prestados ao País.
4. Licenciado, dedicou-se após o final do conflito, ao magistério, lecionando até 1951, várias disciplinas, inclusivamente Filosofia. Dois anos mais tarde casou-se com Ana Elisa Viana Mercadante, nascida Lichtenfels Viana, médica psicanalista, vindo a ter o casal dois filhos e uma filha.

5. Entregou-se no Rio de Janeiro à atividade profissional de advogado nos ramos civil e comercial. Retomou as pesquisas, iniciadas em sua puberdade, sobre a Mata Mineira, a comunidade natal e a região fluminense, percorrendo-as todas. Os resultados traduziram-se em dois livros e um ensaio, este último servindo de Introdução às Fazendas Fluminenses de Café, editada pela Nova Fronteira.

6. Nos anos sessenta tomou parte em diversos grupos de estudos, visando ao aperfeiçoamento de sua base científica, publicando, ainda, em colaboração com Antônio Paim, em edição oficial do Ministério da Educação e do Instituto Nacional do Livro, os Estudos de Filosofia, de Tobias Barreto. Em 1990 viam ambos realizados os seus objetivos, graças à colaboração de Luiz Antônio Barreto, com a publicação em dez volumes, em edição do Ministério da Cultura e do Governo de Sergipe, das obras completas do pensador Tobias Barreto. Ingressando no Instituto Brasileiro de Filosofia, dá início a sua colaboração na Revista Brasileira de Filosofia. Também publica em 1965 o seu livro mais conhecido - A Consciência Conservadora no Brasil - sobre a formação histórica nacional.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

sábado, 18 de maio de 2013

Um pouco de reflexão histórica...

“A destruição do passado, ou melhor, dos mecanismos que vinculam nossa experiência pessoal à das gerações passadas, é um dos fenômenos mais característicos e lúgubres do final do século XX. Quase todos os jovens de hoje crescem numa espécie de presente contínuo, sem qualquer relação orgânica com o passado público da época em que vivem. Por isso, os historiadores, cujo ofício é lembrar o que os outros esquecem, tornam-se mais importantes que nunca no fim do segundo milênio.”

HOBSBAWM, Eric. Era dos extremos: o breve século XX (1914-1991)

terça-feira, 7 de maio de 2013

Lançamento do livro "Zona da Mata Mineira: Escravos, Família e Liberdade"


No dia 14 de Maio de 2013 (terça-feira), será lançado em Carangola o livro: "Zona da Mata Mineira: Escravos, Família e Liberdade" dos professores organizadores Dr. Jorge Prata e Dr. Rômulo Andrade.
Na oportunidade, estarão presentes o organizador Prof. Dr. Jorge Prata (Doutor pela USP) e um dos colaboradores da edição e o Prof. Dr. Jonis Freire (Doutor pela Unicamp).
Além do lançamento, os professores farão uma palestra sobre importância da pesquisa histórica em nossa região.
O evento acontecerá no salão Jayro Mota Hosken, do Museu Municipal de Carangola, na terça-feira, dia 14/05, às 19 horas com entrada gratuita.
A coordenação do lançamento do livro ficará a cargo do professor Randolpho Radsack.
Contamos com a presença de todos.


sexta-feira, 3 de maio de 2013

Um drinque histórico.



Imagine um bar onde você possa tomar uma bebida acompanhado de personagens históricos como Napoleão Bonaparte, Jesus Cristo, Ghandi, Confúcio, Freud, Nero, Darwin e outros mais que podem proporcionar algumas discussões calorosas regadas a um drinque e apimentada com humor, o canal The History Channel também imaginou e nos proporcionou estes encontros.

quinta-feira, 2 de maio de 2013

História e Cinema: Primeira Guerra Mundial




Uma pequena relação de filmes (nunca definitiva) sobre a Primeira Guerra Mundial (1914-1918).



A Batalha de Passchendaele (2008) -  Ambientado no ápice da Primeira Guerra Mundial, Passchendaele conta a história do Sargento Michael Dunne (Paul Gross), um soldado brutalmente ferido na França, que retorna para Calgary emocionalmente e fisicamente traumatizado. No hospital militar em Calgary, ele conhece Sarah (Caroline Dhavernas), uma misteriosa e atraente enfermeira pela qual se apaixona. Quando David (Joe Dinicol), o irmão mais novo e asmático de Sarah, se alista para lutar na Europa, Michael sente-se obrigado a voltar para lá e protegê-lo. Michael e David, como milhares de canadenses, são enviados para a terceira batalha de Ypres, uma batalha contra obstáculos impossíveis, comumente conhecidas por "Passchendaele". Esta é uma história de paixão, coragem e dedicação, mostrando o heroísmo daqueles que lutaram na guerra e de todos os que os amaram.




O Barão Vermelho (2008)Primeira Guerra Mundial. O jovem aristocrata Barão Manfred von Richthofen (Matthias Schweighöfer) é convocado pela força aérea alemã. Seus combates, seu avião vermelho e suas inúmeras conquistas ao lado do esquadrão 'Circo Voador' o tornaram um herói da nação. Manipulado pelo alto comando e distraído pela fama, ele não enxergava a verdadeira face da guerra. Quando Manfred é ferido e presencia os horrores das batalhas em um hospital, ele passa a perceber o efeito devastador de uma guerra. Apesar da desilusão, Manfred sabe que ele não pode parar de voar e, mesmo para o mais destemido dos homens, cada nova missão pode ser a última. Um filme com incríveis cenas de combate, que conta a história do maior piloto de todos os tempos.

Flyboys (2006) -  1916, dois anos após o início da 1ª Guerra Mundial. Milhões de pessoas já morreram e as forças aliadas, compostas por França e Inglaterra, seguem em uma luta inativa nas trincheiras contra as tropas alemãs. Os Estados Unidos seguem sua posição de neutralidade, o que não impede que alguns americanos partam para a Europa para ajudar como motoristas voluntários de ambulância ou integrantes da Legião Estrangeira da França. Um deles é Blaine Rawlings (James Franco), um texano que foi expulso do rancho de sua família e que idealiza uma vida de herói pilotando aviões. Ele logo se une a Higgins (Christien Anholt), um recruta da Legião Estrangeira que é transferido; William Jensen (Philip Winchester), que se alistou para seguir a tradição da família; Briggs Lowry (Tyler Labine), que se alistou devido à pressão do pai; Eddie Beagle (David Ellison), que deseja fugir de seu passado; Eugene Skinner (Abdul Salis), que deseja defender a França devido ao país ter sido tolerante ao permitir que se tornasse campeão de boxe; e Reed Cassidy (Martin Henderson), um piloto de guerra veterano. Sob o comando do capitão Georges Thenault (Jean Reno), os pilotos franceses realizam um rigoroso treinamento com os americanos, de forma que eles possam integrar a Esquadrilha Lafayette, o 1º esquadrão de pilotos americanos a lutar na 1ª Guerra Mundial.


Cavalo de Guerra (2012) - Ted Narracot (Peter Mullan) é um camponês destemido e ex-herói de guerra. Com problemas de saúde e bebedeiras, batalha junto com a esposa Rose (Emily Watson) e o filho Albert (Jeremy Irvine) para sobreviver numa fazenda alugada, propriedade de um milionário sem escrúpulos (David Tewlis). Cansado da arrogância do senhorio, decide enfrentá-lo em um leilão e acaba comprando um cavalo inadequado para os serviços de aragem nas suas terras. O que ele não sabia era que seu filho estabeleceria com o animal um conexão jamais imaginada. Batizado de Joey pelo jovem, os dois começam seus treinamentos e desenvolvem aptidões, mas a 1ª Guerra Mundial chegou e a cavalaria britânica o leva embora, sem que Albert possa se alistar por não ter idade suficiente. Já nos campos de batalha e durante anos, Joey mostra toda a sua força e determinação, passando por diversas situações de perigo e donos diferentes, mas o destino reservava para ele um final surpreendente.


Glória feita de sangue (1957) Em 1916, durante a Primeira Guerra Mundial, Mireau (George Meeker), um general francês, ordena um ataque suicida e como nem todos os seus soldados puderam se lançar ao ataque ele exige que sua artilharia ataque as próprias trincheiras. Mas não é obedecido neste pedido absurdo, então resolve pedir o julgamento e a execução de todo o regimento por se comportar covardemente no campo de batalha e assim justificar o fracasso de sua estratégia militar. Depois concorda que sejam cem soldados e finalmente é decido que três soldados serão escolhidos para servirem de exemplo, mas o coronel Dax (Kirk Douglas) não concorda e decide interceder de todas as formas para tentar suspender esta insana decisão.

Nada de novo no front  (1930)Sete estudantes patriotas alemães apresentam-se como voluntários para o serviço militar em plena Primeira Guerra Mundial. Baseado no conto homônimo de Erich Maria Remarque, "Sem Novidade No Front" é um grande filme pacifista, que mostra a loucura e futilidade da guerra. As cenas de guerra nas trincheiras são retratadas de forma brilhante e dolorosa. Mesmo muitos anos após o seu lançamento, continua sendo um tema atual e dominante nos países que sofreram e sofrem com a guerra. Vencedor dos Oscars de Melhor Filme e Melhor Diretor. Considerado o maior filme anti-guerra de todos os tempos.



Lawrence da Arábia (1962) - O argumento do filme baseia-se na biografia de T.E. Lawrence (1888-1935) descrita no seu livro Sete Pilares da Sabedoria. O filme explora a excentricidade e a personalidade enigmática de Lawrence.

Em 1916, em plena I Guerra Mundial, o jovem tenente do exército britânico estacionado no Cairo pede transferência para a península arábica, onde vem a ser oficial de ligação entre os rebeldes árabes e o exercito britânico, aliados contra os turcos, que desejavam anexar ao seu Império Otomano a península arábica. Lawrence, admirador confesso do deserto e do estilo de vida beduíno, oferece-se para ajudar os árabes a se libertarem dos turcos.

O filme mostra quatro episódios principais da vida de Lawrence durante a sua estada na Arábia: a conquista de Aqaba; o seu rapto e tortura pelos turcos em Deraa; o massacre de Tafas; e o fim do sonho árabe de Damasco.



Gallipoli (1981) Archie Hamilton é uma das maiores promessas das pistas de corrida da Austrália. Durante uma competição ele faz amizade com Frank Dunne. Unidos pelo idealismo, os dois se alistam no exército, em 1915, sem ter a mínima noção do horror que enfrentariam na luta contra os turcos, na trágica e lendária batalha de Gallipoli, durante a Primeira Guerra Mundial.







Terreno proibido (2013)Terreno Proibido é a incrível história de um trio de soldados na Primeira Guerra Mundial, surpreendidos em uma explosão, que ficam encurralados entre duas trincheiras. Desesperados para chegar à segurança das trincheiras inglesas, os homens precisam atravessar um lamaçal e enfrentar um bombardeio de granadas, gás, rajada de metralhadoras e artilharia pesada, à medida que os alemães rapidamente se aproximam de sua localização. Com autenticidade e impressionantes efeitos, este filme mostra a guerra como jamais vista.




Feliz Natal (2006)Natal de 1914, em plena 1ª Guerra Mundial. A neve e presentes da família e do exército ocupam as trincheiras francesas, escocesas e alemãs, envolvidas no conflito. Durante a noite os soldados saem de suas trincheiras e deixam seus rifles de lado, para apertar as mãos do inimigo e confraternizar o Natal. É o suficiente para mudar a vida de um padre anglicano, um tenente francês, um grande tenor alemão e sua companheira, uma soprano.




Johnny vai à guerra (1971)Joe, um jovem soldado americano, é atingido por um morteiro no último dia da Primeira Guerra Mundial. Ele repousa em uma cama de hospital em uma situação pior que a morte - ele teve seus braços e pernas amputados, ficou cego, não tem mais boca nem nariz. Apesar de tudo, ele continua consciente, mas não consegue parar de sonhar e rever suas memórias, sem conseguir identificar se está dormindo ou está acordado. Frustrado com sua situação, ele tenta exaustivamente se comunicar com a equipe do hospital.



Crepúsculo das Águias (1966)Jovem plebeu ao entra na força aérea alemã durante a Primeira Guerra Mundial, luta para se torna um grande ás e recebe a tão desejada condecoração: "A Pour Le Meritè", e conseguindo a admiração de seus superiores e a inveja de seu pelotão, se torna um herói nacional, mas quando se envolve com a mulher de seu general, sua fama poderá trazer a sua ruína. Com grande cenas de Ação esse é sem duvida uma das maiores produções sobre a Grande Guerra. 







O último Batalhão (2001) - É uma história verídica do feito de uma companhia de guerra norte-americana, na sua maioria composta de imigrantes irlandeses, italianos, poloneses, todos de Nova York, liderados pelo Major Charles Whittlesey, um civil convocado para a guerra.Cercados pelas tropas inimigas, ao batalhão foram dadas 2 opções pelo exército alemão: Rendição ou Morte. O batalhão escolheu uma terceira inimaginável!

Veja também:

Related Posts with Thumbnails