" História, o melhor alimento para quem tem fome de conhecimento" PPDias

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

O Messianismo no Brasil.

Rei dom Sebastião
Canudos e Contestado não foram os únicos movimentos sociais de fundo religioso ocorridos no Brasil. No século XIX, aconteceram outros movimentos messiânicos, como a Revolta da Serra do Rodeador (1817-1820) e a Revolta da Pedra Bonita (1838), ambas em Pernambuco, e a Revolta dos Mucker (1868-1874), no Rio Grande do Sul.
As revoltas de Pernambuco tiveram uma característica em comum: ambas podem ser consideradas manifestações sebastianistas nas quais os envolvidos buscavam alcançar a glória e a bem-aventurança. 
A revolta da Serra do Rodeador é considerada a primeira manifestação sebastianista coletiva do Brasil. Sua liderança coube a dois ex-soldados das milícias de Pernambuco, Silvestre José dos Santos e Manuel Gomes das Virgens. Ela aconteceu no povoado de Bonito, na Serra do Rodeador, em pernambuco, e envolveu de 200 e 400 pessoas que, armadas, aguardavam o retorno do rei dom Sebastião. Os fiéis acreditavam que o rei ressurgiria quando o movimento reunisse mil pessoas. Temendo uma ameaça às forças legais, o governo reagiu e a população foi massacrada por tropas governamentais em 1820.
Já a Revolta do Reino da Pedra Bonita (1838) aconteceu na comarca de Vila Bela, no interior de Pernambuco, onde cerca de 200 a 300 pessoas prestavam adoração a duas enormes pedras "encantadas". Eles acreditavam que delas sairia o rei dom Sebastião, que lhes traria fartura e felicidade. Essas pessoas eram lideradas por João Ferreira, que se coroou rei do Reino da Pedra e promoveu a prática de sacrifícios humanos, pois, segundo ele, isso promoveria a volta de dom Sebastião. Tropas militares foram enviadas para Vila Bela e boa parte dos sebastianistas morreu no confronto, que pôs fim ao movimento.
A Revolta dos Mucker foi um movimento messiânico ocorrido a partir de 1873 no município gaúcho de São Leopoldo, habitado principalmente por migrantes europeus vindos da atual Alemanha. 
Mucker era o nome dado aso seguidores de Jacobina Mentz Maurer - que se julgava uma reencarnação de Cristo e que prometia a vida eterna a seus discípulos. Ela e seu marido, João Maurer, que tinha fama de curandeiro, formaram uma comunidade cujos membros deveriam obedecer a regras rígidas: não podiam beber, fumar nem ir a festas. 
A hostilidade entre os membros da comunidade e a população local culminou em uma onda de violência em meados de  1874. Tropas do Exército e da Guarda Nacional foram enviadas para São Leopoldo. Muitos fiéis foram presos e outros morreram nos combates armados. Entre os mortos estavam Jacobina e sue marido. 

Sebastianismo: Crença surgida em Portugal após o desaparecimento do rei dom Sebastião, na batalha de Alcácer Quibir, em 1578. Os seguidores dessa crença acreditavam que o rei ressurgiria para resgatar o reino português dos castelhanos e recuperaria a honra e a soberania que o país perdera depois de ter sido anexado pelo reino de Castela em 1580, na chamada União Ibérica (1580-1640). 

[Fonte: Cardoso, Oldimar. Tudo é História, Editora Ática.] 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Veja também:

Related Posts with Thumbnails